3ºCRPM/ 5ªCIPM – POLICIAIS DA 5ª CIPM ENCAMINHAM TRÊS PESSOAS À DELEGACIA COM CRACK E MACONHA

Na tarde de hoje, por volta das 16h a equipe RPA em patrulhamento pela Rua Uirapuru, próximo a local de diversas denúncias de tráfico de drogas, avistou um adolescente (14 anos) em um ponto de ônibus que demonstrou nervosismo com a aproximação da equipe policial.
Diante da fundada suspeita foi dado voz de abordagem ao adolescente e durante busca pessoal foi localizado certa quantia em dinheiro em notas trocadas. Segundo as denúncias, os entorpecentes comercializados pelo adolescente ficam escondidos em árvores e buracos na calçada. Assim, em buscas realizadas nas imediações, os policiais encontraram um invólucro plástico transparente, a aproximadamente 5 (cinco) metros do local da abordagem, contendo 8 (oito) pedras de substância análoga a crack, embaladas em papel alumínio, totalizando 01 (um) grama.
O adolescente confirmou que o entorpecente era de sua propriedade, adquirido anteriormente de um rapaz na Praça Volta Redonda, e que havia comercializada parte da droga. Diante dos fatos, o adolescente foi apreendido juntamente com o entorpecente. Durante a condução deste à viatura, foi observado pelos policiais um rapaz e duas mulheres, que durante a abordagem do adolescente demonstraram-se inquietos, na praça situada entre a Rua Uirapuru e Rua Pardal, sendo, então, abordados.
Uma das mulheres (25 anos) informou a equipe policial que estava com uma porção de substância análoga à maconha, trazida pelo rapaz (20 anos) que a acompanhava para fazerem uso posteriormente. Diante disso, foi informado ao rapaz que seria encaminhado para a Delegacia para a Confecção do Termo Circunstanciado, momento em que se negou a acompanhar a equipe, passando a agredir um dos policiais sendo necessário realizar a sua contenção. Diante dos fatos, o rapaz, a moça e o adolescente foram encaminhados para a 21ª SDP para as providências de polícia judiciária.
Cabe enfatizar a importância das denúncias e informações para o serviço policial podendo ser repassadas pelos telefones 181 e 190, sendo garantido o anonimato do cidadão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *