A cada nove minutos, uma residência é assaltada no Paraná

A cada dia, 160 residências são alvo de criminosos no Paraná. É o que revela levantamento feito pelo Bem Paraná com base nos Relatórios Estatísticos da Secretaria de Segurança Pública (Sesp). Os dados, que consideram os Boletins de Ocorrências (BOs) registrados pelas polícias Civil e Militar, apontam que entre janeiro de 2013 e junho de 2019 houve em todo o estado 378.190 casos de furto e roubo contra residências. Apenas no primeiro semestre deste ano, foram 24.839 registros.

Curitiba, município que concentra 16,9% da população paranaense, é também a cidade campeã em ocorrências. Nesse mesmo período, foram 54.893 assaltos contra residências na cidade, o equivalente a 13,9% do total de registros. Por dia, a média é de aproximadamente 23 ocorrências, com um registro a cada 62 minutos (uma hora e dois minutos).

Nos últimos dias, inclusive, o rosto de dois criminosos que estariam atuando na cidade, ganhou as redes sociais. Os suspeitos, ainda não identificados, foram flagrados por uma câmera de segurança fazendo a ‘limpa’ numa residência localizada no bairro Abranches. A ação ocorreu na tarde da última terça-feira e o prejuízo foi grande para as vítimas: televisores, computadores e objetos de decoração foram levados da casa.

A Delegacia de Furtos e Roubos (DFR está investigando o caso e suspeita que a mesma quadrilha que aparece nas imagens tenha furtado residências em bairros como Boa Vista, São Lourenço e Pilarzinho, todas na zona norte da Capital. Além disso, a câmera de segurança registrou o áudio da dupla que entrou na residência, o qual sugere que um terceiro homem estaria dando cobertura aos suspeitos do lado de fora do imóvel.
Quem tiver informações pode entrar em contato com a Polícia Civil pelos telefones 181 ou 197.

Final de ano é ‘prato cheio’ para ladrões
Com o final de ano se aproximando, moradores de Curitiba e Região Metropolitana já começam a se preparar para curtir o calor nas praias do litoral paranaense ou de outros estados. Com isso, porém, muitas residências devem ficar desabitadas, o que acaba por favorecer as ocorrências de furtos e roubos em residências.

Algumas atitudes simples, porém, podem evitar transtornos. A começar pela verificação de portas e janelas, para garantir que foram trancadas, e deixar um vizinho de confiança avisado sobre a viagem e encarregado de retirar as correspondências e jornais que por ventura o cidadão assine, para não dar a impressão de residência vazia, e também para que possa dar uma olhada na residência.

Outra dica importante diz respeito à manutenção da rotina do imóvel. Se no período da noite alguma luz costuma ficar acesa, por exemplo, assim deve ser mantido. Também é interessante que a limpeza da casa seja garantida, prezando para que ela não pareça estar abandonada e inabitada.

Ocorrências estão em queda desde 2017
A boa notícia aos paranaenses e aos curitibanos é que desde 2017 tem caído o número de casos de furtos e roubos contra residências registrado no Paraná. Tanto para o estado quanto para o município, o recorde de ocorrências foi em 2016, com 64.518 e 9.769. Em 2017, a queda já foi de 1,48% no Paraná e de 14,93% em Curitiba, ao passo que no ano seguinte foram verificadas novas reduções, de 12,22% e 9,29%, respectivamente.

Para 2019, os dados do primeiro semestre indicam a tendência de se registrar uma nova queda nos registros. Entre janeiro e junho, foram 24.839 ocorrências em todo o Paraná, 12,08% a menos do que no mesmo período do ano anterior (28.253). Já na Capital, a redução foi ainda mais significativa, de 26,9%, com o número de assaltos caindo de 3.808 para 2.782.

FONTE: BEM PARANÁ

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *