Agência do Trabalhador de Umuarama se destaca na intermediação de mão de obra | Giro de Notícia

Agência do Trabalhador de Umuarama se destaca na intermediação de mão de obra

banner principal

Entre janeiro a abril deste ano, várias cidades paranaenses se destacaram no ranking nacional das Agências do Trabalhador que mais colocaram trabalhadores em empregos formais com a intermediação de mão de obra.

Conforme dados do Ministério do Trabalho e Previdência, filtrados pela Secretaria de Estado da Justiça, Família e Trabalho, cinco das 10 cidades que lideram a lista são do Paraná. Umuarama também foi destaque, posicionando-se em 16º lugar no país.

Nas primeiras 50 colocações despontam ainda cidades como Toledo (em 12º), Cianorte (13º), Medianeira (18º), Pato Branco (19º), Rolândia (20º), Marechal Cândido Rondon (21º), Assis Chateaubriand (30º), Campo Largo (41º), São José dos Pinhais (43º) e Pinhais (49º). À frente do ranking Cascavel ocupa o 5º lugar, com 1.598 trabalhadores efetivados, Curitiba o 6º (1.561), Foz do Iguaçu em 7º (1.381), Ponta Grossa em 8º (1.227) e Francisco Beltrão em 9º (1.220).

O prefeito Hermes Pimentel destacou a eficiência da equipe da Agência do Trabalhador na captação de vagas e os esforços do município, por meio da Secretaria de Indústria e Comércio, em capacitar mão de obra.

“O mercado de trabalho hoje está muito exigente, tanto em escolaridade quanto em qualificação. Por isso, buscamos constantemente parcerias para oferecer cursos profissionalizantes nas áreas de maior demanda e, desta forma, encaminhar trabalhadores mais preparados para as vagas abertas pelas empresas do município”, disse.

Segundo o prefeito, a qualificação é um dos motivos desse ótimo desempenho, “que coloca Umuarama entre as agências mais eficientes em contratações pelo sistema público de emprego no Paraná e no país”, comemorou. “E pretendemos melhorar ainda mais”, completou. Entre janeiro e maio deste ano 1.214 vagas foram preenchidas com a intermediação da Agência do Trabalhador, o que reforça o ritmo de contratações.

Nesse período, a rede Sine (Sistema Nacional de Emprego) do Paraná se destacou como a que mais intermediou mão de obra no Brasil, com 38.369 trabalhadores colocados em empregos formais, mais que o dobro do segundo colocado no ranking nacional, que foi o Estado do Ceará.

“Isso é resultado da parceria entre o Estado e as prefeituras, que administram junto com a Sejuf as 216 Agências do Trabalhador e realizam esse diálogo com setor produtivo para captação de vagas de emprego”, destacou o secretário da Justiça, Família e Trabalho, Rogério Carboni. O Paraná lidera as ações de geração de empregos desde o início de 2022, estamos com um saldo positivo de 61 mil empregos formais.

Fonte: OBemdito

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS