Brasileiro que liderava o PCC no Paraguai é preso em mansão

Uma operação conjunta da Secretaria Nacional Antidrogas (Senad) e do Ministério Público paraguaios, com informações da Polícia Federal brasileira, prendeu Eduardo Aparecido de Almeida, o Pisca, de 39 anos, na quinta-feira (18). O brasileiro, que é considerado foragido por ter cometido diversos crimes, é tido como um importante integrante do Primeiro Comando da Capital (PCC) e possuía a função de fortalecimento das rotas de tráfico oriundas desses países. Ele foi encontrado em um casarão na capital Assunção e será trazido para o Brasil.

O Ministério Público do Paraguai disse que Pisca é o número 2 do PCC, enquanto a Senad o classificou como “chefe regional” no Paraguai e Bolívia. Segundo a secretaria, o brasileiro contava com seis ordens de captura por delitos ligados ao tráfico de drogas e armas, associação criminosa, sequestro e homicídios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *