Vacina de reforço tem eficácia de 95,6%, diz Pfizer-BioNTech | Giro de Notícia