Clínica de reabilitação é acusada de submeter crianças a trabalho análogo à escravidão | Giro de Notícia

Clínica de reabilitação é acusada de submeter crianças a trabalho análogo à escravidão

banner principal

Uma clínica de reabilitação para dependentes químicos está sendo alvo de investigações da Polícia Civil através de seu Núcleo de Proteção à Criança e Adolescente (Nucria). Segundo informações, dois mandados de busca e apreensão foram cumpridos nesta terça-feira (14) nas cidades de Maringá e Paiçandu.

As informações são de que o local era administrado por um casal de líderes religiosos. De acordo com Karen Friedrich, delegada do Nucria, uma criança de 7 anos teria sido submetida à jornadas exaustivas e condições degradantes de trabalho durante meses na casa de recuperação.

“Nós cumprimos dois mandados de busca e apreensão, um em Maringá e um em Paiçandu, referentes a uma investigação de crime de redução à condição análoga a de escravo. Um inquérito que nós instauramos constou que uma criança de 7 anos teria trabalhado aqui em Maringá em um local que se denominava ‘casa de recuperação’, trabalhada de segunda a domingo, em uma jornada exaustiva, em uma condição degradante de trabalho”, relatou a delegada.

A ação foi realizada também por Auditores da Gerência Regional do Trabalho em Maringá e os Conselhos Tutelares de Maringá e Paiçandu. Durante a operação não foram encontrados menores de idade na clínica, porém foi constatado um possível crime praticado contra um adulto em situação de vulnerabilidade na clínica.

“Estão no local, apesar do consentimento, a gente percebeu que são pessoas vulneráveis, usuários de drogas. Além de não receberem nenhuma contraprestação pelo trabalho, não usavam nenhum equipamento de proteção, estavam se alimentando de comida estragada. […] E também trabalhavam exaustivamente”, completou.

Não houveram prisões em Maringá, somente em em Paiçandu, de uma mulher com mandado em aberto por tráfico de drogas.

(Redação, com informações GMC Online)

Fonte: OBemdito

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS