Com gol no fim, Athletico vence o Coritiba e abre vantagem na final do Paranaense | Giro de Notícia

Com gol no fim, Athletico vence o Coritiba e abre vantagem na final do Paranaense

banner principal

Com gol no fim, Athletico vence o Coritiba e abre vantagem na final do Paranaense

Com a vitória na Arena da Baixada, o Rubro-Negro joga pelo empate na próxima quarta-feira (05), às 20h, no Couto Pereira, para conquistar o título. Já o Coxa precisa vencer por dois gols de diferença no tempo normal para ficar com a taça. Em caso de vitória alviverde por um gol de diferença, o campeão será conhecido nos pênaltis.

O jogo

A partida era na Arena da Baixada, mas o Coritiba parecia o mandante da partida, tamanha a naturalidade e a superioridade nos primeiros minutos de jogo. Aos nove minutos, Robson arriscou o chute, sem perigo para o goleiro Santos. Apesar da maior posse de bola e domínio de jogo faltava a criação de jogadas e finalizações.

Ao decorrer do primeiro tempo, o Athletico equilibrou a partida e conseguiu implementar a sua forma de jogar. Na base do toque de bola, o Furacão começou a trocar passes em busca de espaço para tentar a finalização. Wellington aproveitou o passe de Marquinhos Gabriel e chutou, mas a bola saiu por cima do gol.

Se a primeira etapa teve poucas oportunidades de gol, sobrou lances mais ríspidos e cartões amarelos. Santos, Lucas Halter e Wellington para o Athletico e o atacante Robson para o Coritiba.

A segunda etapa começou, com as equipes buscando mais o campo de ataque, e o primeiro lance de perigo foi do Coritiba. Aos seis minutos, Igor Jesus recebeu lançamento e fez o cruzamento para Robson, o atacante bateu e Santos fez grande defesa e evitou o gol do Coritiba.

A resposta do Furacão veio aos 12 minutos, William Matheus errou o passe, Carlos Eduardo se antecipou e fez chute, a bola desviou na zaga coxa-branca e saiu em linha de fundo. Quatro minutos depois, Nikão recebeu pela direita, cortou para o meio e bateu forte, Muralha com a ponta dos dedos, fez grande defesa e mandou para escanteio.

Após o momento de pressão do Furacão, o Coritiba conseguiu se organizar. Da entrada da grande área, Matheus Galdezani arriscou, a bola triscou no travessão e saiu. Quando parecia que o clássico terminaria empatado, o Furacão aproveitou jogada de velocidade para marcar o gol da vitória. Aos 45 minutos da segunda etapa, Vitinho fez o cruzamento e Léo Cittadini, de canhota, balançou as redes.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS