Coronavírus: Prefeitura de Londrina determina fechamento de indústrias e suspensão de obras públicas e privadas

Para conter ainda mais o avanço do novo coronavírus, o prefeito de Londrina, no norte do Paraná, Marcelo Belinatti (PP) determinou, por meio de decreto municipal, o fechamento de indústrias que fabricam itens não essenciais e a suspensão de todas as obras públicas e privadas a partir de sábado (28).

A determinação foi anunciada durante uma coletiva que o chefe do executivo transmitiu por uma rede social na tarde desta terça-feira (24).

Ficam liberadas para funcionar fábricas de alimentos, de produtos de higiene, de saúde e de confecções de materiais médicos. Indústrias de outros setores não poderão abrir.

Londrina tem três casos do novo coronavírus confirmados. No Paraná, já são 70 confirmações.

Desde segunda-feira (23), todos os estabelecimentos comerciais do município não estão autorizados a abrir as portas.

A prefeitura autorizou a abertura apenas de supermercados, mercados, farmácias, distribuidoras de água e gás e atividades essenciais para o funcionamento da cidade.

Neste novo decreto, continuam autorizados a funcionar serviços que tenham relação com saúde, alimentação, segurança e telefonia. Conforme regulamentação do Governo Federal, empresas de call center poderão funcionar, mas devem respeitar a distância mínima entre os funcionários e adotar práticas de higiene rigorosas.

Obras

As obras, tanto públicas quanto privadas, poderão ser realizadas até sexta-feira (27). No sábado, nenhum funcionário pode estar trabalhando.

O secretário de Obras João Verçosa explicou que as obras públicas em andamento, como viadutos e duplicação de vias, serão paradas e recomeçarão somente quando a situação se normalizar. Fiscais da prefeitura serão responsáveis por registrar a fase em que a construção parou no cronograma de acompanhamento.

“Já havia uma dificuldade na entrega de alguns materiais de construção. Então, mesmo que a atividade continuasse, ela não seria realizada por completo”, detalhou o secretário.

Novas medidas

O prefeito de Londrina ainda explicou que novas medidas podem ser adotadas caso os técnicos que estão analisando a disseminação do novo coronavírus achem necessário.

“No momento, não há possibilidade de fechar as entradas da cidade ou decretar o toque de recolher. No entanto, tudo pode mudar a partir de dados técnicos. O nosso objetivo é proteger a vida dos trabalhadores”, enfatizou Marcelo Belinatti (PP).

Fonte: G1 Paraná – Norte e Noroeste