Corpo carbonizado é encontrado em academia abandonada

No final da tarde de segunda-feira, o Instituto Médico Legal de Maringá confirmou que o corpo encontrado carbonizado no início da manhã da última segunda-feira (30), é do sexo feminino. No dia do encontro macabro, algumas pessoas chegaram a relatar no local, que possivelmente a vítima seria um homem conhecido pelo apelido de Neguinho.

                                Essa hipótese foi descartada pelo IML após a realização do exame de necropsia. O delegado responsável pelas investigações, Dr.Diego Elias Almeida já foi comunicado. Existe a possibilidade de um acidente, ou de um possível crime contra a vida (homicídio). O local em que o corpo foi encontrado no Jardim Aclimação, é frequentado por usuário de drogas e moradores de rua.
                                Uma pessoa ainda não identificada, foi encontrada totalmente carbonizada nas primeiras horas da manhã desta segunda-feira. A vítima estava no interior de um barracão abandonado situado na Rua José Moreno Júnior no Jardim Aclimação. Era por volta das 08:00hs quando o 05°Grupamento do Corpo de Bombeiros foi acionado para comparecer no local e atender uma ocorrência de um suposto incêndio no barracão.
                                Quando a guarnição do GB foi fazer o combate, no 02° piso do imóvel eles se depararam com uma cena macabra. Uma pessoa queimada. A polícia militar foi comunicada e fez o isolamento do local. Na sequência um perito da Polícia Científica e agentes da Divisão de Homicídios estiveram na cena realizando os primeiros levantamentos.
                                Depois o corpo foi removido e encaminhado ao Instituto Médico Legal. A princípio o corpo carbonizado seria de um homem. Ainda não é possível saber se foi um acidente, fatalidade, ou homicídio. O laudo do Iml irá apontar as reais causas da morte desta vítima. Segundo relatos de algumas pessoas, o local era frequentado por usuário de drogas. A Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa apura o caso.

(Fonte: Plantão Maringá / goionews)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *