Decreto aumenta restrições, suspende prestação de serviços e fecha pistas de caminhadas de parques, em Maringá | Giro de Notícia

Decreto aumenta restrições, suspende prestação de serviços e fecha pistas de caminhadas de parques, em Maringá

banner principal

Paço Municipal de Maringá — Foto: Divulgação/Prefeitura de Maringá

A prefeitura de Maringá, no norte do Paraná, decretou novas medidas restritivas na manhã desta quinta-feira (4). As regras entram em vigor às 5h de sexta-feira (5) e serão válidas até as 23h59 de segunda-feira (8).

Veja o que diz o novo decreto:

Podem funcionar

    Supermercados, mercados, mercearias, quitandas, padarias, açougues e peixarias, sendo proibido o consumo no local, bem como a venda de bebidas alcoólicas geladas;Agências bancárias e lotéricas;Postos de combustíveis, com exceção das lojas de conveniências;Distribuidoras de água e gás;Farmácias;Clínicas médicas somente para atendimento de urgência e emergência;Laboratórios de análises clínicas, radiologia e congêneres;Nos supermercados, padarias, açougues, peixarias, bancos e lotéricas é proibida a entrada de crianças menores de 12 anos, bem como a entrada de mais de uma pessoa por núcleo familiar nesses estabelecimentos.

Alimentação e pet shops

    Bares, restaurantes, lanchonetes, food trucks, sorveterias, pizzarias, petiscarias, lojas de vendas de açaí, carrinhos de lanches e similares funcionarão exclusivamente por delivery, até as 22h, sendo proibido o consumo ou retirada no local.Pet shop e lojas agropecuárias funcionarão exclusivamente por delivery, até as 20h, somente para comercialização de produtos de alimentação e medicamentos.

Proibições

    Fica suspensa a prestação de serviço em geral em Maringá;Ficam suspensas as obras privadas e públicas, exceto aquelas consideradas essenciais ao interesse público, assim definidas pela administração;Fica proibida a utilização das pistas de caminhada (Parque do Ingá, Bosque 2 etc), skate, centros esportivos, complexos Meu Campinho e congêneres.

De acordo com o novo decreto, em caso de funcionamento de estabelecimentos comerciais, prestadores de serviço, indústrias e demais atividades não autorizadas, a multa será de R$ 10 mil e o estabelecimento sofrerá interdição imediata.

Fonte: G1 Paraná – Norte e Noroeste

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS