Em quatro anos, Maringá gasta R$ 2,5 milhões com indenizações por quedas de árvores | Giro de Notícia

Em quatro anos, Maringá gasta R$ 2,5 milhões com indenizações por quedas de árvores

banner principal

Queda de árvores custou quase R$ 800 mil para a prefeitura de Maringá em 2020

O município de Maringá, no norte do Paraná, pagou R$ 2,5 milhões em indenizações a moradores que tiveram prejuízos após árvores caírem sobre imóveis, carros e até túmulos. Em 2020, o valor pago a 194 moradores com indenizações foi de R$ 773 mil.

O valor é superior aos anos anteriores. Em 2017, 105 pessoas receberam R$ 469 mil. Em 2018, foram pagos R$ 652 mil para 164 donos de carros, casas, lojas e até de túmulos danificados. E, em 2019, foram pagos R$ 636 mil a 138 moradores.

Registros de quedas são comuns na cidade. Na quinta-feira (7), uma árvore imensa caiu sobre três carros que estavam estacionados e em um veículo que transitava pela Avenida São Paulo.

Para que a indenização seja paga, a pessoa prejudicada precisa fazer o pedido no site da prefeitura e entregar a documentação exigida.

Depois, ela deve ir até a praça de atendimento da prefeitura e protocolar a solicitação.

Todos os pedidos são analisados por uma comissão de indenizações do município. É esta comissão que solicita vistorias no imóvel ou veículo.

Após a análise, o pedido do morador é aprovado ou não. Se aprovado, a prefeitura tem até um ano para pagar o valor estipulado.

Carros foram atingidos por queda de árvore, em Maringá — Foto: Reprodução/RPC

Fonte: G1 Paraná – Norte e Noroeste

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS