Idosa que fez transplante de fígado morre no hospital.

A idosa que recebeu o primeiro transplante de fígado em Maringá não resistiu e morreu, na manhã desta quinta-feira (4). De acordo com o Hospital Santa Rita, a paciente teve duas paradas cardíacas depois da revascularização do novo fígado.

A mulher estava internada em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), com alto risco de morte caso não realizasse o transplante. Apesar dos esforços da equipe médica, ela não resistiu.

De acordo com o médico cirurgião do hospital, André Cosme de Oliveira, com o procedimento a chance da paciente se recuperar era de 50%. A idosa era residente de Arapongas e foi internada no hospital maringaense no início da semana.

Com 69 anos, ela quase atingia a idade limite para transplante de fígado, que é de 70 anos.

Colaboração Gabriela Pontes Neves e Hospital Santa Rita

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *