Importunação sexual: Polícia Civil de Maringá encontra moto e detém dois homens | Giro de Notícia

Importunação sexual: Polícia Civil de Maringá encontra moto e detém dois homens

banner principal

A Polícia Civil apreendeu uma moto que teria sido usada para o cometimento do crime de importunação sexual em Maringá. Dois irmãos foram levados à delegacia. A moto está em nome de um deles, mas era usada pelos dois.

O caso mais notório teria sido cometido contra uma mulher que estava correndo em uma rua de Maringá, há cerca de duas semanas. De acordo com as investigações, outras quatro mulheres podem ter sido vítimas do mesmo homem.

A apreensão, realizada na manhã desta sexta-feira (22), só foi possível porque uma das vítimas anotou a placa da moto que ele pilotava.

Segundo a polícia, o piloto sempre atua da mesma forma: de moto e usando capacete, ele assedia mulheres que estão andando sozinhas na rua, geralmente passando a mão nelas.

O caso que ganhou mais notoriedade foi o de uma mulher que foi vítima no último dia 7 de outubro, enquanto corria no bairro Jardim Alvorada. A cena foi flagrada por câmeras de segurança. Nas imagens, é possível ver a mulher correndo na rua quando um motociclista se aproxima por trás. Ele desacelera e leva a mão até as nádegas dela. Depois, acelera novamente e vai embora.

O ato se enquadra no crime de importunação sexual, através de lei criada em 2018 que se caracteriza por qualquer ato libidinoso sem o consentimento da outra parte, cuja pena varia de 1 à 5 anos de prisão. O crime, geralmente, ocorre em espaço público, sem uso de força ou hierarquia entre a vítima e o agressor.

O dono da moto, de 26 anos, nega que tenha praticado os crimes. Segundo ele, o irmão dele teria pegado a moto e cometido as importunações sexuais. A Polícia Civil deve ouvir ambos na tarde desta sexta-feira.

Fonte: Ric Mais

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS