Médico morre após ser espancado com chutes e socos no Paraná | Giro de Notícia

Médico morre após ser espancado com chutes e socos no Paraná

banner principal

O médico Fabio Maia foi espancado até a morte na noite deste domingo (5), no município de Prudentópolis, na região dos Campos Gerais, Paraná. O principal suspeito do crime é um rapaz de 20 anos. Ele foi preso em flagrante pela Polícia Militar e confessou o assassinato.

Aos policiais, o jovem assumiu ter agredido o médico e, ao vê-lo sem os sinais vitais, decidiu ligar para o Corpo de Bombeiros, para pedir ajuda. A versão foi confirmada pela corporação.

“O solicitante informou que agrediu seu amigo e o mesmo não estava respirando. Ao chegar no local, a equipe arrombou o portão e ao adentrar no imóvel deparou-se com uma vítima deitada no quarto do segundo andar sem sinais vitais, em parada cardiorrespiratória”, informaram os bombeiros. O óbito foi constatado no hospital.

Fontes ouvidas pelo portal aRede comentaram que o médico estava muito machucado, especialmente na cabeça. Um bombeiro ficou no local com o agressor até a chegada da Policia Militar para realizar o flagrante.

Gustavo Makuch Zentil, de 20 anos, principal suspeito é de Guarapuava. O rapaz disse à autoridade policial ser “ficante” da vítima e que a agrediu após sofrer ataque.

A casa onde o crime aconteceu pertencia ao médico. No piso e nas paredes do quarto havia manchas de sangue, segundo a PM. No local foram apreendidos três aparelhos celulares. 

Nesta segunda-feira (6), a Prefeitura de Prudentópolis emitiu nota de pesar. “Dr. Fábio nos deixa como legado o seu admirável trabalho em favor da Saúde dos munícipes de Prudentópolis e seu exemplo de profissional dedicado e ético. Sua partida deixa um legado de carinho e amizades. Estamos enlutados com essa perda irreparável”.

Fonte: OBemdito

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS