Morreu no hospital o pequeno Ryan que sofreu acidente provocado por motorista bêbado em Sarandi | Giro de Notícia

Morreu no hospital o pequeno Ryan que sofreu acidente provocado por motorista bêbado em Sarandi

banner principal

Morreu no Hospital Bom Samaritano, o pequeno Ryan Vinicius de Araújo Santana, de 10 anos, que foi vítima de um grave na noite da madrugada do dia 25 de dezembro, na Rodovia BR-376, em Sarandi. Ryan foi uma das vítimas do acidente provocado por Plínio José Cesso, de 57 anos, que foi preso por suspeita de estar embriagado. 

No Chevrolet Corsa estava Kalebe Rodrigues Alves, de 36 anos, a esposa Adriana Aparecida Araújo, de 39, e os quatro filhos de 7, 8, 10 e 13 anos. 

O acidente 

Um acidente envolvendo três carros deixou treze pessoas feridas na madrugada deste sábado (25), em Sarandi. 

A colisão ocorreu na rodovia BR-376, próximo a Usicamp. Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o condutor da Nissan Frontier estava com sinais de embriaguez e bateu na traseira de dois carros. Com o impacto da colisão, os veículos capotaram. Todos os ocupantes dos carros precisaram ser encaminhados para unidades de saúde da região.

As equipes do Corpo de Bombeiros e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram chamados para prestar socorro às vítimas. No veículo Chevrolet Corsa com placas de Mandaguari, seis pessoas, pai e mãe que sofreram ferimentos moderados e os quatro filhos do casal. 

Duas das crianças sofreram ferimentos graves, uma delas sofreu esmagamento de face, traumatismo craniano e precisou ser intubada no local. Na sequência elas foram encaminhadas aos hospitais.

Já no Volkswagen Gol, estavam cinco ocupantes. Uma criança sofreu ferimentos graves. As outras vítimas foram socorridas apresentando ferimentos moderados. 

Um adolescente, de 14 anos, procurou o Hospital Metropolitano, por meios próprios. Ele relatou que também estava em um dos veículos atingido pela caminhonete. 

O motorista da caminhonete identificado como Plínio José Cesso, de 56 anos, também ficou ferido. Ele foi encaminhado ao UPA – Sarandi e na sequência recebeu voz de prisão, e foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil, onde foi autuado pelo Delegado de plantão, doutor Adriano Garcia, em flagrante por embriaguez ao volante. Plínio, após causar o acidente teria corrido atrás de uma das vítimas, com um facão. 

O acidente causou muita comoção. Populares que presenciaram o acidente, começaram a chorar ao ver as crianças, gritando de dor, no local, que mais parecia um cenário de guerra. 

Depoimento 

O motorista que causou um gravíssimo acidente na madrugada deste sábado (25), em Sarandi, que deixou 13 pessoas feridas, já havia sido preso no ano passado, por dirigir embriagado na cidade de Marialva. No interrogatório ao Delegado de Sarandi, Doutor Adriano Garcia ele fala que sequer sabia onde estava, que é dependente químico de medicações fortes (calmantes) e que sequer teria condições de conduzir veículo automotor. O Ministério Público pediu a conversão da prisão em flagrante por preventiva. 

Fonte: Plantão Maringá

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS