Mulher desmaiada após convulsão é salva por policiais militares da ROCAM em Pontal do Paraná | Giro de Notícia

Mulher desmaiada após convulsão é salva por policiais militares da ROCAM em Pontal do Paraná

banner principal

O rápido atendimento dos policiais militares da Rondas Ostensivas com Aplicação de Motocicletas (ROCAM) salvou a vida de uma mulher, de 63 anos, que tinha se engasgado após sofrer uma crise de convulsão. A situação ocorreu na noite desta quinta-feira (14/01) em Pontal do Paraná, no balneário de Pontal do Sul. Depois da primeira intervenção dos policiais, a vítima foi levada de ambulância para o Pronto Socorro de Shangri-lá.

 

A equipe do tenente Fernando José Weiber da Silva, composta pelos soldados Rodrigo de Freitas Ribeiro, Bruno William Rodrigues Vieira e Marcos Henrique da Rocha, fazia o patrulhamento de rotina pelo bairro, e ao passar pela Rua Primeiro de Maio, esquina com a Rua Paraguai, foi abordada por moradores para ajudar uma mulher que tinha caído dentro de casa e ninguém conseguia entrar para prestar ajuda por conta dos cinco cachorros que estavam no quintal da casa dela.

 

“Logo no portão vimos a mulher deitada no chão, gritamos e chamamos por ela para saber se estava acordada, mas ela não respondeu. Foi aí que entramos na casa, seguramos os cachorros para poder fazer o atendimento. Tentamos alguns estímulos para saber como ela estava, mas ainda não tínhamos nenhuma reação”, explicou o tenente Weiber.

 

Ao constatar o engasgo e que ela estava inconsciente, os policiais viraram o corpo na posição decúbito lateral e iniciaram as manobras para limpar as vias áreas. “Depois disso ela conseguiu expelir bastante secreção pelo nariz e pela boca e voltou a respirar”, comemorou o tenente. A equipe solicitou apoio do Siate para fazer o atendimento, e enquanto aguardavam a chegada da ambulância, os policiais conversaram com a mulher e a distraíram para não ficar nervosa com a situação.

 

“Ela até ficou um pouco envergonhada, e até a chegada dos socorristas sofreu mais umas três convulsões, e todo o momento ficamos com ela, mantendo as vias aéreas limpas até a chegada dos bombeiros. Conversamos um pouco e tentamos tranquilizá-la, mas por conta do estado de saúde ela estava um pouco confusa, com fala desconexa. Mesmo assim pegamos algumas informações sobre ela e a família. Ela nos contou que toma remédios para controlar as crises, mas não encontramos o medicamento naquele momento”, disse o tenente. Os bombeiros a levaram para à UPA de Shangri-lá, para ser atendida e medicada.

 

“Se você salva uma vida, sua vida já valeu a pena”. Ao citar esse ditado o tenente Weiber fez uma avaliação do desfecho da ocorrência. Para ele e a equipe, o atendimento foi marcante devido a condição da vítima. Ele ainda destacou que as instruções de primeiros socorros feitas aos policiais são essenciais para uma primeira intervenção. “Nos deparamos com frequência com situações semelhantes como, por exemplo, casos de crianças engasgadas com leite por isso o conhecimento é valioso para salvar uma vida. Como policial militar a gente tem a oportunidade de passar por momentos como esse em que temos a certeza de ter escolhido a carreira certa”, afirmou.

Fonte: Polícia Militar do Paraná

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS