Paraná vive maior seca dos últimos 30 anos

Olhares atentos e incrédulos ao novo cenário. Assim está a população ribeirinha, que vive no entorno do Rio Iguaçu, em União da Vitória, na divisa com Santa Catarina.
Para quem mora por aqui há tanto tempo é difícil ver o rio assim. A longa estiagem deixou o nível de água tão baixo, a tal ponto de ser possível caminhar sobre as pedras.
O imponente Iguaçu, o maior Rio do Paraná, está sem corredeiras.
A seca no estado do Paraná é a maior dos últimos 30 anos. O estado de emergência hídrica foi decretado e por conta disso na última semana o Simepar, em parceria com o IAT (Instituto Água e Terra), iniciou o acompanhamento em tempo real das condições das bacias hidrográficas paranaenses. Os estudos já verificaram que desde fevereiro o estado vive médias históricas de chuvas bem a baixo do esperado.
O monitoramento das bacias segue até novembro. Para tudo voltar ao normal no estado é preciso que chova e muito, porém as projeções não são nada boas. A estiagem deve perdurar por um bom tempo.
Em Cascavel, a previsão aponta chuva para esta sexta-feira (22). São esperados 55 milímetros. Pouco para a quantidade necessária, porém muito bem-vinda.

Fonte: Catve – Cascavel e Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *