Pedido errado no delivery? Casos exigem troca imediata ou devolução do dinheiro | Giro de Notícia

Pedido errado no delivery? Casos exigem troca imediata ou devolução do dinheiro

banner principal

A pandemia do novo coronavírus alterou o dia a dia de muitas pessoas e um dos setores mais impactados foi o delivery. Uma pesquisa realizada em setembro por uma plataforma de entregas revelou que 89% dos curitibanos passaram a utilizar mais os aplicativos de delivery. Sendo assim, não se descarta alguns imprevistos e o consumidor precisa estar atento.

O processo que vai desde a chegada do pedido ao restaurante até a residência do consumidor costuma ser simples. Os principais aplicativos de alimentação como iFood, Uber Eats e 99 Food englobam vários estabelecimentos comerciais e estão atentos a possíveis reclamações. É um hambúrguer que veio trocado, uma feijoada que veio derramada na sacola, ou até entregas com pedidos incompletos.

LEIA TAMBÉM  Restaurantes e coronavírus: veja lista de normas para uma refeição segura

Segundo a diretora do Procon-PR, Claudia Silvano, o consumidor tem direito a reclamação e pode exigir uma troca do produto ou até mesmo o dinheiro devolvido. “O consumidor pode reclamar de qualquer forma. A responsabilidade é solidária entre o restaurante e a empresa que faz as entregas. Naturalmente, os fornecedores devem apresentar uma solução, seja ela com a troca ou até mesmo a devolução da quantia paga”, disse. Ela orienta ainda que o fornecedor deve tomar todos os cuidados para que a comida chegue intacta e com uma embalagem adequada. Uma boa conversa com a equipe de entregadores também seria uma dica para evitar futuros imprevistos.

Sobre os possíveis erros no delivery, a99Food recomenda que todos os restaurantes e entregadores parceiros sigam os termos de uso da plataforma e se orientem por procedimentos eficientes e seguros para a realização das entregas. Caso sintam-se prejudicados, os consumidores podem entrar em contato com a Central de Atendimento dentro do próprio app ou através do 0300 313 0099, onde serão ouvidos e informados sobre como proceder.

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS