Pesquisa do Procon aponta que diferença de preços entre produtos da cesta básica chega a 180% | Giro de Notícia

Pesquisa do Procon aponta que diferença de preços entre produtos da cesta básica chega a 180%

banner principal

Um pacote de sabão em pó, de uma mesma marca, pode ser encontrado a R$ 4,09 em um estabelecimento e a R$ 11,45 em outro, uma diferença de nada menos que 180%.

Essas e outras diferenças estão indicadas na mais recente pesquisa de preços divulgada nesta sexta-feira (10) pela Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor – Procon Umuarama, com dados levantados entre os dias 2 e 3 de junho em seis supermercados da cidade.

Todos os meses o Procon pesquisa o preço de 34 itens que compõem a cesta básica brasileira. “E realizamos dois estudos: um analisando as marcas mais baratas e outro as marcas líderes de mercado, sempre considerando como base a quantidade suficiente para uma família de quatro pessoas”, explica o secretário Deybson Bitencourt.

As maiores diferenças encontradas – na cesta básica com marcas mais baratas – estão nos seguintes produtos: absorvente íntimo aderente – encontrado a R$ 1,56 e a R$ 4,99 (214%) –, banana nanica – encontrada a R$ 1,99 e a R$ 4,35 (119%) –, sabonete – encontrado a R$ 1,29 e a R$ 2,69 (108%) –, farinha de mandioca – encontrada a R$ 2,29 e a R$ 5,60 (87%) –, água sanitária – encontrada a R$ 2,19 e a R$ 3,99 (82%) –, e a cebola – encontrada a R$ 3,85 e a R$ 6,99 (82%).

Os produtos que apresentaram maior variação de preços foram o sabonete (23%), absorvente aderente (17%), batata (15%), feijão carioquinha (11%) e farinha de mandioca (10%). Já os que tiveram maior queda foram o papel higiênico (-15%), o extrato de tomate (-5%), o açúcar (-4%), a cebola (-4%), a linguiça (-4%), a carne de primeira (-3%) e a água sanitária (-3%).

Em maio, a cesta básica com produtos mais baratos custava R$ 809,19 e este mês está R$ 820,94, um aumento de 1,45%. Já a aquela composta por marcas líderes custava R$ 1.037,92 e hoje está R$ 1.063,95, um aumento de 2,51%. “Nossa indicação é para que, quem quer economizar, é preciso pesquisar. E para qualquer dúvida, solicitação ou reclamação, busque sempre o Procon que nossas equipes estão à disposição”, afirma o secretário.

Acesse a pesquisa completa clicando nos links abaixo:

1) Cesta Básica – Marcas mais baratas, clique aqui.

2) Cesta Básica – Marcas líderes, clique aqui.

Fonte: OBemdito

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS