PF combate fraudes previdenciárias no Amapá

Macapá/AP – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (30/1) a Operação Centimanos*, para desarticular organização criminosa especializada em fraudes à Previdência Social, no estado do Amapá. A ação decorre de trabalho em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF).

Estão sendo cumpridos um mandado de prisão temporária e um mandado de busca e apreensão em Macapá/AP, em desfavor de pessoa suspeita de arregimentar clientes para organização criminosa.

A operação é um desdobramento da operação Ex Tunc, iniciada em 2016, que apura a existência de uma organização criminosa composta, inclusive, por servidores públicos, voltada para a realização de diversas fraudes no âmbito da execução penal de custodiados do Instituto de Administração Penitenciaria do Amapá (IAPEN), sobretudo para obtenção de benefícios indevidos de auxílio-reclusão junto ao Instituto Nacional de Seguro Social (INSS).

O prejuízo estimado causado ao erário, de acordo com o conjunto das investigações, é de R$ 38 milhões.

Os investigados poderão responder, na medida das suas responsabilidades, pelos crimes de estelionato previdenciário, corrupção ativa e passiva, advocacia administrativa, violação de sigilo funcional, favorecimento real e organização criminosa, e, se condenados, poderão cumprir pena de até 29 anos e 3 meses de reclusão.

*Centimanos, na mitologia grega, eram gigantes que possuíam cem mãos e cinquenta braços e, no caso, relaciona-se com as diversas pessoas trazidas para a organização por meio do alvo investigado.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Amapá

[email protected] | www.pf.gov.br

(96) 3213-7500

Fonte: Polícia Federal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *