Polícia Ambiental descobre porto clandestino no rio Ivaí

Um porto clandestino descoberto pela Polícia Ambiental de Umuarama na manhã desta quarta-feira (20), foi embargado pelo Instituto Ambiental do Paraná (IAP) de Paranavaí. A ‘rampa’ que facilita o acesso ao rio, foi construída dentro de uma Área de Proteção Permanente (APP).

De acordo com os policiais, o porto clandestino era usado por pescadores, mas nada impedia que também fosse utilizado para outras atividades ilícitas, entre elas o contrabando ou o tráfico de drogas.

A estrada rural foi construída dentro dos limites do município de Planaltina do Paraná e uma denúncia anônima é que levou os policiais até a fazenda (que não teve o nome divulgado). A averiguação da denúncia foi acompanhada por técnicos do Instituto Ambiental do Paraná, que embargaram o porto. O Ministério Público já foi comunicado.

Na fazenda, os policiais descobriram que a estrada já havia sido cascalhada e invadia a APP do Rio Ivaí. O proprietário não possuía autorização para a abertura da vegetação, onde também era realizada a manutenção da ‘rampa’ que dava acesso ao rio.

De acordo com os policiais, a construção do porto clandestino gerou destruição da vegetação nativa, remoção de solo, impedindo a regeneração por causa do cascalho. O IAP confirmou que não havia autorização para a abertura da estrada na referida área, que é equivalente a uma fração de hectare (cerca de 1.100 metros quadrados) e fica dentro de uma Reserva Particular de Patrimônio Natural (RPPN) da fazenda.

Além de multas administrativas, o dono da propriedade terá que recompor a área afetada, reconstituindo a vegetação da forma como estava antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *