Polícia encontra corpo de suspeito de participar de explosões de agências bancárias em Floraí | Giro de Notícia

Polícia encontra corpo de suspeito de participar de explosões de agências bancárias em Floraí

banner principal

Polícia encontra corpo de suspeito de participar de confronto em Ponta Grossa

A polícia encontrou, na tarde de quarta-feira (7), o corpo de um dos suspeitos de ter explodido duas agências bancárias em Floraí, no norte do Paraná. O corpo estava na área rural de Taquari dos Polacos, em Ponta Grossa, nos Campos Gerais do estado.

O crime aconteceu em 1º de dezembro. Segundo a Polícia Militar, o homem morreu após uma troca de tiros entre os suspeitos e agentes da Polícia Militar (PM) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF), no mesmo dia do assalto às agências.

O corpo foi encontrado após a polícia coletar informações, inclusive com os outros dois suspeitos da ação, que estão presos.

Segundo a PM, um cão farejador do Corpo de Bombeiros auxiliou na busca pelo corpo. Além dos bombeiros, a ação envolveu agentes da PM, da PRF e da Polícia Federal (PF).

O corpo foi retirado do local pelo Instituto Médico-Legal.

Corpo de suspeito foi localizado na área rural de Ponta Grossa — Foto: Divulgação/PMPR

Cerco em Ponta Grossa

Dois suspeitos de explodirem bancos em Floraí foram presos — Foto: Reprodução

A troca de tiros entre os suspeitos e a polícia aconteceu em Ponta Grossa.

Na oportunidade, a PRF identificou um carro suspeito de ter sido usado no crime na BR-373.

Houve perseguição e troca de tiros, até que o carro dos suspeitos capotou e três homens se esconderam em um matagal. Um cerco ficou montado na região por quatro dias.

Segundo a PM, três homens participaram da ação e entraram no matagal. Além do suspeito que morreu no confronto, os outros dois estão presos.

Um deles foi localizado em 4 de dezembro. Na ocasião, o suspeito conseguiu fugir até uma propriedade rural, rendeu uma família e fugiu. Ele foi preso no mesmo dia em Colombo, na região de Curitiba.

O segundo suspeito foi preso na última quarta-feira (6). Ele estava em Fazenda Rio Grande, também na Região Metropolitana da capital.

Quadrilha

De acordo com a polícia, a quadrilha tinha assaltado outras agências bancárias no estado, desde 2018.

A investigação começou em fevereiro, após um assalto a uma agência em Telêmaco Borba, em que um policial foi morto durante uma troca de tiros.

VÍDEOS: Paraná

Fonte: G1 Paraná – Norte e Noroeste

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS