Prevenção e educação nas rodovias estaduais resultam em menos acidentes no Litoral

 

Nos 35 primeiros dias do Verão Maior 2019/2020, o Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv) registrou uma redução de 29,2% nos acidentes de trânsito (de 82 caiu para 58) e um leve aumento no índice de pessoas feridas (de 48 para 49) nas rodovias estaduais que cortam o Litoral  em comparação com o mesmo período da temporada passada. O número de mortes se manteve estável (dois casos para cada período). Campanhas educativas feitas nos Postos Rodoviários também levaram mais prevenção e conscientização aos motoristas.

O Comandante do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRv), tenente-coronel Olavo Vianei Francischetti Nunes, explica que a redução dos acidentes de trânsito tem relação com o intenso trabalho de fiscalização e abordagem por parte dos policiais militares. “Coibimos as infrações que mais acarretam acidentes, que são a ultrapassagem em local proibido, o excesso de velocidade e a embriaguez ao volante. Fizemos um grande esforço com efetivo para trabalhar forte na área da pervenção e da fiscalização”, destacou.

As advertências e orientações feitas pelos policiais militares rodoviários tiveram um acréscimo de 4,7 % (de 2.659 foi para 2.785), uma diferença de 126 atendimentos a mais nos primeiros 35 dias desta temporada. “Nesse ano houve uma intensificação nas abordagens a ônibus de viagem, no combate ao tráfico de drogas e também na fiscalização com etilômetro”, disse o Subcomandante do BPRv, capitão Anderson Martins de Oliveira.

Durante as abordagens dos policiais militares nestes primeiros 35 dias de verão, foram removidos 433 veículos e feitas 32 prisões, ao passo que no mesmo período da temporada anterior houve 229 remoções de veículos e 19 prisões. Ao todo, o BPRv abordou e fiscalizou 5.785 veículos, além de 5.614 pessoas abordadas nesta temporada.

As ações de combate a embriaguez ao volante foram intensificadas com abordagens e com os testes etilométricos. Somente nos primeiros 35 dias desta temporada, foram feitos 4.279  testes de alcoolemia, um aumento de 371% em relação ao mesmo período da temporada passada, quando foram 907 testes.

As multas por dirigir embriagado tiveram aumento de 57,8% (de 38 foi para 60), e as prisões um acréscimo de 150%, ou seja, 25 motoristas presos contra 10 no mesmo período de 2019. “Recebemos do Detran inúmeros etilômetros que foram repassados às equipes de fiscalização e o reflexo disso foi o aumento dos testes, de multas e prisões”, apontou o tenente-coronel Vianei.

INTEGRAÇÃO – O capitão Anderson complementou ainda que foram feitas campanhas educativas, em parceria a outras instituições do estado, com o intuito de conscientizar os condutores que circulam pelo Litoral. “Tivemos operações em parceria com o Detran, um apoio significativo do Departamento de Estradas e Rodagem (DER), e também dos outros órgãos de segurança pública do Estado. Essa ação, coordenada com a intensificação do policiamento rodoviário, ajudou a coibir infrações e reduzir os casos de acidentes”, explicou.

EXCESSO DE VELOCIDADE – O BPRv está fazendo fiscalizações com radares móveis para inibir o excesso de velocidade nas estradas estaduais. Juntamente com esse trabalho, as ações educativas da unidade, para levar mais conscientização aos usuários das rodovias, culminaram na redução desse tipo de infração. A queda foi de 57,7% (de 7.865 caiu para 3.325). “A alta velocidade pode retirar vidas ou causar acidentes graves, por isso pedimos aos motoristas que obedeçam a velocidade da via para que possamos continuar reduzindo o número de casos”, pede o tenente-coronel Vianei.

“Tivemos operações com radares móveis para coibir o excesso de velocidade, porém neste ano o número de infrações diminuiu, ou seja, as pessoas se comportaram de uma maneira melhor. Além disso, essa mudança de atitude também refletiu no número de infrações de trânsito no geral, que foi menor que a operação passada”, destacou o capitão Anderson. O número geral de infrações desta temporada foi de 1.495 contra 3.085 do período anterior.

Fonte: Polícia Rodoviária Militar do Paraná

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *