Rio Cascavel passar por drenagem e árvores são plantadas para melhorar qualidade

Os serviços de drenagem e armazenamento de resíduos do Rio Cascavel para melhorar a capacidade da estação de tratamento de água foram concluídos na segunda-feira (18).
As obras retiraram um grande volume de materiais sólidos que devem reduzir a necessidade de paradas no sistema de captação do Rio Cascavel devido à elevação da turbidez, causada pelas chuvas torrenciais, que carreiam terra e resíduos diretamente ao rio.
Os trabalhos tiveram início no último dia 27. A operação durou 130 horas e bombeou 11.700 m³ de lodo e outros materiais do leito do rio. O material retirado é composto em sua maioria 68% de sólidos como cascalho, areia, terra e entulhos. Esse material está armazenado em bags – bolsas de tecido filtrante geotêxtil, que permitem o deságue de líquido.
Com cerca de 40 metros de comprimento e três metros, em média, de largura, esses “bags” são estendidos na área entre os rios Cascavel e Quati, evitando o remanso do rio Quati. Sobre esse material, que também contém matéria orgânica, a Sanepar fez o plantio de 150 mudas de árvores nativas e, no entorno, foram plantadas mudas da mata ciliar.
?Os serviços tiveram como objetivo de evitar as paradas da captação do Rio Cascavel causadas pelo acúmulo de resíduos no leito do rio, principalmente quando ocorre chuvas torrenciais, e também evitar a formação de remanso na sua confluência do Rio Quati. Tomamos essa decisão levando em conta estudos do Plano de Segurança da Água e do Plano de Controle Ambiental?, afirma a gerente regional de Cascavel, Rita Camana.

Fonte: Catve – Cascavel e Região

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *