Suspeito de sequestrar família de gerente de banco é morto em confronto com a polícia, diz PM

Um dos suspeitos de sequestrar a família de um gerente de banco foi morto em um confronto com policiais, em Mandaguari, no norte do Paraná, nesta segunda-feira (2), de acordo com a Polícia Militar (PM) do Paraná.

Outros dois suspeitos de participar do sequestro foram presos após o confronto, segundo a PM.

De acordo com a polícia, os três são suspeitos, junto de uma quarta pessoa que foi presa durante a manhã, de sequestrarem o gerente de um banco, a esposa e o filho do casal.

A PM informou que a família foi rendida na noite de domingo (1º) em Cambira, também no norte do estado.

O sequestro

Segundo a polícia, os suspeitos levaram os reféns passar a noite em um hotel de Maringá, a 60 km de onde a família foi sequestrada.

Na segunda-feira de manhã, um dos suspeitos saiu do hotel e levou o gerente como refém até a agência bancária em Cambira.

De acordo com a PM, os colegas do gerente estranharam o comportamento dele dentro da agência e chamaram a polícia.

A equipe policial foi até a agência e efetuou a prisão do suspeito que esperava o gerente do lado de fora da agência bancária.

Segundo a PM, o suspeito confessou o crime e deu detalhes sobre o sequestro. Os policiais, então, começaram as buscas pelos outros envolvidos na ação.

A esposa do gerente e a criança foram liberadas do hotel, mas quando a polícia chegou ao local, os suspeitos já tinham fugido.

Buscas em Mandaguari

A PM recebeu informações de que os demais suspeitos estavam em Mandaguari, a 50 km de Maringá.

De acordo com a polícia, os suspeitos foram encontrados em uma casa no Jardim Morumbi.

Segundo a PM, houve confronto e dois suspeitos foram baleados. Um deles morreu e outro ficou ferido.

No local, a polícia apreendeu duas armas.

Fonte: G1 Paraná – Norte e Noroeste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *