TÉCNICO DE ENFERMAGEM É PRESO POR ESTUPRAR MENINA EM POSTO DE SAÚDE

Um técnico de enfermagem foi preso na manhã desta segunda-feira (27), em Campo Grande, acusado de estuprar uma adolescente. Conforme a investigação, ele era contratado da prefeitura e atuava em unidades de saúde. Além da menina de 14 anos, outras duas vítimas registraram ocorrência e a polícia ainda suspeita de mais crimes sexuais.

“Ele teve a prisão preventiva decretada e nós o prendemos há pouco. Agora, a polícia acredita que novas vítimas devem aparecer. Nós descobrimos que uma pediatra e até funcionária de uma UBS [Unidade Básica de Saúde] podem ter sido vítimas dele. O homem é contratado da Sesau [Secretaria Municipal de Saúde] e hoje atua no Vila Margarida, porém, já passou por outros postos”, afirmou ao G1 a delegada Anne Karine Trevisan, responsável pelas investigações.

Em depoimento, a adolescente que, na semana anterior, esteve no posto de saúde. Na ocasião, o médico prescreveu soro para ela. “Enquanto isso, a avó entrou na sala com ela e o técnico pediu a ela que comprasse algo para menina comer. Em seguida, ele trancou a porta e a obrigou a praticar sexo oral nele”, comentou Trevisan.

Na última sexta-feira (24), outras duas pessoas também compareceram na delegacia. “Um dos casos envolve uma menor e outra uma maior, então será apurado pela Deam [Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher]. As informações são de que, em alguns casos, ele tentava passar a mão no corpo das vítimas. Nós também temos relatos de que ele inclusive se masturbou na frente de uma faxineira”, explicou a delegada.

O suspeito permanece em uma cela da Delegacia Especializada de Proteção à Criança e o Adolescente (Depca). Ele tem antecedentes criminais por tentativa de homicídio, porte de arma e estupro contra a ex-mulher e agora será indiciado por estupro.

A reportagem solicitou posicionamento da Sesau diante da situação e aguarda retorno.

Fonte: G1/ Mato Grosso do Sul

Técnico de enfermagem preso suspeito de estupro — Foto: G1 MS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *