Temporal causa prejuízos para moradores do oeste do Paraná | Giro de Notícia

Temporal causa prejuízos para moradores do oeste do Paraná

banner principal

Temporal destruiu telhado de creche pública, em Terra Roxa — Foto: Defesa Civil/Divulgação

O temporal que atingiu o oeste do Paraná, na quarta-feira (14), causou prejuízos nas cidades de Terra Roxa, Marechal Cândido Rondon e Toledo, onde foram registrados falta de luz e água, destalhamento de casas e de um centro infantil.

Em Terra Roxa, o telhado de uma creche pública e o muro da instituição caíram durante a chuva.

    Chuva forte atinge Foz do Iguaçu, e temperatura cai 10ºC; VÍDEO

Segundo a defesa civil, 20 casas foram destelhadas e 30 árvores caíram com a força do vento. Apesar dos estragos, ninguém ficou ferido.

De acordo com a Prefeitura de Terra Roxa, os moradores que precisarem de ajuda podem entrar em contato com o Centro de Referência de Assistência Social (Cras), pelo telefone (44) 3645-1043.

20 casas foram destelhas, em Terra Roxa — Foto: Defesa Civil

Na região de Toledo o temporal deixou três mil casas sem energia elétrica na quarta-feira, conforme a Companhia Paranaense de Energia (Copel)

Até a publicação desta reportagem, segundo Copel, cerca de 400 imóveis ainda estavam sem luz.

A Companhia de Saneamento do Paraná (Sanepar) informou que, por causa da chuva e falta de energia, o sistema de abastecimento foi prejudicado em pelo menos três bairros da cidade.

Segundo a Sanepar, poderá faltar água, nesta quinta, nos bairros Jardim Panorama, São Francisco e Jardim da Mata, em Toledo. A previsão é que o abastecimento volte ao normal a partir das 22h.

Em Marechal Cândido Rondon, o temporal também causou danos na rede elétrica e várias residências ficaram sem energia.

De acordo com a Copel, até a publicação desta reportagem, cerca de 5 mil imóveis estão sem luz.

Os principais problemas registrados foram cabos rompidos,postes quebrados e aberturas de chaves, conforme a companhia.

Cascavel e Foz do Iguaçu

Nos municípios de Foz do Iguaçu e Cascavel, foram registados muitos raios e ventos de 40 km/h e 63 km/h, respectivamente.

A Defesa Civil informou que, apesar dos ventos, o temporal não causou estragos nas duas maiores cidades da região oeste.

De acordo com o Simepar, o temporal ocorreu após áreas de instabilidade do Paraguai e da Argentina avançarem em direção às regiões de fronteira, no oeste e sudoeste do Paraná.

A chuva pontual, como ocorreu na quarta-feira, é comum durante a primavera e tem relação com as altas temperaturas, conforme o Simepar.

VÍDEOS: Crise hídrica no Paraná

Fonte: G1 Paraná – Norte e Noroeste

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS