Vídeo: Casal baleado durante fogo cruzado em Sarandi é alvo de investigação | Giro de Notícia

Vídeo: Casal baleado durante fogo cruzado em Sarandi é alvo de investigação

banner principal

Dois jovens ficaram feridos durante um tiroteio na madrugada do último sábado (19) em Sarandi. Segundo informações preliminares dos jovens, o fogo cruzado aconteceu durante uma festa em uma chácara no Parque Alvamar, porém imagens de câmeras de segurança apontam certas incongruências nos relatos dos jovens.

Thamirys Karoline Berton de Carvalho, de 19 anos, e Gustavo Santos da Silva foram alvejados pelos e deram entrada no Hospital Universitário de Maringá. Eles relataram às autoridades que estavam na festa e ouviram os barulhos da confusão. Logo em seguida eles perceberam que haviam sido atingidos pelos projéteis.

A jovem foi atingida na região de virilha, e Gustavo recebeu um tiro no pé. Quando questionados sobre o exato endereço que aconteceu a festa, os dois se recusaram a responder.

De acordo com informações apuradas pelo Plantão Maringá, a Polícia Militar não consta com nenhum registro de ocorrência no horário ou no local informado pelos jovens. A situação começa a ficar conflituosa após moradores encontrarem, na manhã do dia seguinte, cápsulas de armas de fogo e marcas de tiros em paredes na rua Projetada G, no bairro Jardim Ouro Verde.

Nesta terça-feira (21) foram divulgadas imagens de segurança da via em questão que mostra suspeitos armados em um veículo em movimento. É possível identificar uma mulher no banco de passageiro e o carro sem condutor, que desce vagarosamente pela rua.

Na sequência, o motorista aparece mancando com uma pistola em mãos, seguido por outro suspeito que segura algo que se assemelha com uma submetralhadora, que possivelmente realizou disparos contra outras duas pessoas.

Assista as imagens disponibilizadas pelo Plantão Maringá:

Investigadores da Delegacia de Polícia Civil de Sarandi estão tentando apurar se os jovens que deram entrada no Hospital Universitário de Maringá mentiram para a polícia em seus relatos. A principal suspeita é que eles sejam os personagens que participaram do fogo cruzado no Jardim Ouro Verde.

(Redação, com informações Plantão Maringá)

Fonte: OBemdito

Compartilhe:

NOTÍCIAS RELACIONADAS